DEBEM.com.br

Notícias online para você

Ano que termina foi de desconstrução para ADVB/RS

Entidade buscou quebrar paradigmas e voltar a crescer. Presidência projeta ampliar abrangência de seus projetos

Acompanhar de perto as tendências do mercado é imprescindível para uma entidade que está em atuação há mais de 50 anos, como é o caso da ADVB/RS. Presidida por Rafael Biedermann Mariante, a associação teve um 2018 de desconstrução, no sentido de quebrar paradigmas e voltar a crescer de maneira diferente. "Deixamos de lado padrões que representavam nossa zona de conforto para pensarmos de forma inovadora e iniciarmos um processo de reconstrução do posicionamento da entidade", afirmou o dirigente ao Coletiva.net, ao informar que o objetivo, agora, é que o empresariado gaúcho conheça uma nova ADVB/RS, "que atua com os olhos no futuro quando os assuntos são marketing e vendas".

A modernização de todos os projetos que a entidade entrega ao mercado foi destaque neste ano. De acordo com Biedermann, foram criados planos específicos conforme as necessidades dos profissionais e empresas associadas. Além disso, ele ressaltou o calendário de Capacitação 2018, o qual, segundo ele, trouxe temas "dos mais atuais em negócios"; o Top de Marketing e o Prêmio Exportação RS, que proporcionaram "novas experiências e mantiveram seus papéis de destacar as estratégias vencedoras do cenário gaúcho". Lembrou, ainda, o Festival da Transformação, que teve como principal proposta aproximar o mindset inovador de Porto Alegre, e que, neste ano, recebeu cerca de quatro mil participantes, dos quais 350 eram palestrantes.

"Acreditamos que o empresariado gaúcho, de uma forma geral, percebeu a necessidade de se reinventar na instabilidade atual", disse o presidente, ao mencionar que, na gestão da ADVB/RS, não tem sido diferente. "Com muito esforço e inteligência competitiva, estamos atingindo objetivos estabelecidos", assegurou. Para Biedermann, dois pontos foram cruciais para o sucesso das realizações da associação. Um deles foi a amplitude de conteúdos entregue para o mercado, a exemplo de projetos especiais, como a Arena da Exportação, a Formação em Marketing Digital e o Programa de Certificação para Representantes Comerciais. Outro foi referente à adesão no FT18.

No que se refere a números, o dirigente foi categórico ao declarar que, por se tratar de uma entidade, "faturamento não representa crescimento, ainda mais quando seu negócio é uma causa", e afirmou que a ADVB/RS está em ascensão. "Nossos projetos estão chegando em cada vez mais pessoas e com conteúdos dos mais relevantes para a qualificação de executivos." Segundo ele, a associação tem a missão de incentivar a cultura de marketing e vendas no Rio Grande do Sul, com projetos plurais que contemplem distintos perfis de profissionais do mercado.

Sobre os planos para 2019, o presidente disse que, enquanto agente que busca proporcionar a geração de novos negócios, a ADVB/RS deve ter uma postura pujante e arrojada. "Nossas perspectivas são positivas, de cada vez mais contar com o apoio e incentivo de empresas e profissionais", falou, e acrescentou que conseguirão mudar os rumos dos negócios somente com esforço coletivo. "Os empreendedores sabem a força que têm quando dialogam entre si por um objetivo em comum", sentenciou. "Como entidade, almejamos ampliar a abrangência de cada um de nossos projetos e, por fim, proporcionar que cada vez mais players se juntem a nós no desenvolvimento do Estado", finalizou.

Todas as notícias

DEBEM.TV

Um projeto imobiliário

WEBMAIL  |   criação: sitesrapidos.com.br

   
.