DEBEM.com.br
Página principal   |   Nossas Lojas  |   Notícias Online     |   Fale Conosco   
 

Promoções válidas
até 30/06/2018*
debem@debem.com.br
*Exceto sorteios

DEPARTAMENTOS

ANTI-VÍRUS
CAIXAS DE SOM
CARREGADORES/PILHAS
CARTÃO DE MEMÓRIA
CARTUCHO
CD / DVD
DIVERSOS
ESTABILIZADOR
FILTROS
IMPRESSORAS
MALETAS
MICROFONE
MOCHILAS
MOUSE
MULTIMÍDIA
NO-BREAK
PAPEL/FORMULÁRIOS
PEN DRIVE
TECLADO
TONER

PESQUISA




Frase exata              
GRANDES MARCAS




Lançamento da HP

PARCEIROS
Parceiro DEBEM.com.br

Parceiro DEBEM.com.br


Parceiro DEBEM.com.br

Parceiro DEBEM.com.br



Parceiro DEBEM.com.br

Notícias online para você

Conar vai julgar merchandising de coaching em novela

Exibida em O Outro Lado do Paraíso, ação do Instituto Brasileiro de Coaching foi alvo de críticas e será avaliada pelo Conselho de Ética

A ação de merchandising exibida na novela “O Outro Lado do Paraíso”, da Globo, feito pelo Instituto Brasileiro de Coaching (IBC) gerou um processo no Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária (Conar). Sob o número 055/18, o processo irá analisar se houve abuso ou inadequação na mensagem publicitária exibida no conteúdo da trama, escrita pelo autor Walcyr Carrasco.

Exibidas nos primeiros dias de março, as ações de merchandising foram contextualizadas na trama da personagem Laura (interpretada pela atriz Bella Piero), que buscou ajuda com uma profissional especializada em coaching (Adriana, interpretada pela atriz Julia Dalavia), para recuperar memórias referentes a um abuso sexual sofrido na infância. Ao final dos capítulos que abordaram o assunto, os créditos da novela mencionaram a ação de merchandising do IBC.

Os espectadores e até mesmo associações de psicologia criticaram a ação pelo fato de atribuir aos profissionais de coaching a capacidade de tratar traumas e problemas psicológicos.

Assim que os capítulos foram exibidos, o Conar recebeu uma reclamação, que deu origem à abertura do processo. Após a abertura, de acordo com informações obtidas, o Conselho recebeu mais queixas de pessoas a respeito da ação de merchandising. Até o momento, o Conar contabiliza mais de dez reclamações a respeito da ação o IBC.

De acordo com o cronograma regular do Conar, o processo deve ser julgado em um prazo que pode variar de 45 a 60 dias. A defesa pode ser apresentada pelo anunciante (o IBC) diretamente ao Conar. Embora tenha veiculado a ação de merchandising em sua novela, a Globo não é alvo do processo, pelas regras do Conselho.

Todas as notícias

Nossos Endereços:

Matriz - Rua João Inácio nº1366 - Porto Alegre   Televendas: (51) 3343.8200
Subsolo da Galeria Malcon - Porto Alegre  Fone: (51) 3225.2842

De Bem Ind. e Com. de Informática Ltda
CNPJ – 91.848.614/0001-83

 

Em nossas lojas, aceitamos estes cartões:



WEBMAIL  |   criação: sitesrapidos.com.br

   
.